Terça, 22 de maio de 2018
82 99913 3591
União dos Palmares

11/05/2018 ás 07h56 - atualizada em 11/05/2018 ás 08h41

74

Redação

União dos Palmares / AL

Prefeitura de União fecha lixão e avança em sustentabilidade, saúde pública e economia
A solenidade de fim do lixão reuniu o prefeito Kil e diversas representações em uma data marcante para o município de União dos Palmares
Prefeitura de União fecha lixão e avança em sustentabilidade, saúde pública e economia
© Zulu Fernando
Uma das ações mais importantes do governo Areski Freitas (Kil) aconteceu nesta quinta-feira (10/05), o fechamento do lixão de União dos Palmares. Melhores condições ambientais de saúde pública, novas e alternativas de sustento para os catadores que sobrevivem da renda do lixo e a recuperação da área degradada pelo acúmulo dos resíduos. Tudo isso vai se tornar realidade com o fim do lixão. 
A Prefeitura realizou o fechamento do lixão, seguindo os conformes do Ministério Público para a fase final do processo para que Alagoas se molde à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Agora o lixo terá destinação final para o aterro sanitário do município de Pilar, em transporte direto para a região. 
“Sabemos bem de todos os malefícios que os lixões a céu aberto podem trazer tanto para a saúde quanto para o meio ambiente através da contaminação do solo e da água, que ocasiona várias doenças”, explica Kil, que destaca ainda que é nítido o quanto a limpeza urbana vem fortemente atuante, deixando a cidade de cara nova. A limpeza urbana vem atuando fortemente, cuidando da população, acrescenta o prefeito.

 

Novos rumos
Com o encerramento das atividades, União vai se comprometer a recuperar as áreas degradadas e viabilizar a criação de cooperativas recicláveis para alcançar as pessoas que trabalhavam nos antigos lixões.


“A implementação de cooperativa é um projeto de vida para garantir a velhice com todo conforto para nossos catadores”, declarou a promotora de justiça Carmem Sylvia. Complementando que também é um dever da população colaborar para manter a cidade limpa e o descarte correto do lixo. Ainda estiveram presentes o promotor de justiça José Antônio Malta Marques, representando o Ministério Público, e o promotor do núcleo do meio ambiente do MP, Jorge Dória. 
O promotor José Antônio salientou que o trabalho de recuperação da região degradada, que será realizado por uma equipe de engenheiros, vai possibilitar, a longo prazo, novos aproveitamentos para o terreno que sediava o lixão. 
O sistema de cooperativa de reciclagem, inclusive, já mudou a vida de catadores de todo o país. As estimativas de aumento de lucro para estes trabalhadores podem chegar em até aproximadamente 300%. Quase 50 famílias vivem do sustento do lixão em União, o sistema de cooperativa é visto como uma grande oportunidade avanço financeiro para esses trabalhadores. “Isso vai ser maravilhoso para nossas vidas, mais organizado”, disse a catadora Maria dos Anjos. 


Alagoas em avanço sustentável 
Alagoas segue avançando no trato para encerrar os lixões, implantar a coleta seletiva e consequentemente, gerir de forma adequada os resíduos sólidos. Além da Semarh, o Ministério Público Estadual (MPE), o Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA-AL) e representantes das prefeituras participam das agendas de encerramento dos lixões pela Zona da Mata. 

 

Leonardo Bastos - Secom
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium