Quarta, 13 de dezembro de 201713/12/2017
82 99913 3591
Claro
20º
23º
30º
Uniao Dos Palmares - AL
Erro ao processar!
Prefeitura
UNIÃO DOS PALMARES
A feira de União e seus imbróglios - mais um capítulo dessa novela
Feirantes relatam descaso por parte da Associação dos Feirantes
Redação União dos Palmares - AL
Postada em 21/09/2017 ás 07h51 - atualizada em 21/09/2017 ás 10h20
A feira de União e seus imbróglios - mais um capítulo dessa novela

O Portal NH1 quis ouvir a opinião de alguns feirantes sobre as mudanças ocorridas na feira-livre de União dos Palmares nesta quarta-feira (20), com o intuito de levantar algumas informações sobre o assunto mais comentado nos últimos dias.


Falta de representatividade e transparência na associação dos feirantes de União dos Palmares foi a queixa mais registrada pelo Portal NH1 nesta quarta-feira (20), que entrevistou alguns feirantes para apurar suas opiniões sobre o atual funcionamento da feira-livre e seus representantes. A maioria dos entrevistados alegaram não ter conhecimento referente à prestação de contas da associação e que as ações da associação refletem mais individualidade do que coletivismo, como afirmou Antônio Vicente, vendedor de calçados há mais de quatro anos. “Não sinto vontade de me associar porque não vejo que a associação lute por interesses coletivos da classe, mas sim por seus próprios interesses”.


Questionados sobre as mudanças realizadas recentemente pela Prefeitura na organização da feira da Avenida Monsenhor Clóvis, Ruas Miguel Palmeira, muitos aprovaram as novas condições de funcionamentos. “Já perdi muitas noites de sono  tendo que chegar as duas ou três da madrugada para montar minha banca e descarregar as mercadorias porque não podiamos chegar com o carro para descarregar a mercadoria e agora com a nova organização, posso chegar às seis e descansar mais”, disse Manoel Gomes, feirante há mais de duas décadas.


Procurada pelo Portal NH1, a presidente da associação, a Sr.ª. Luiza afirmou que conta com pouco mais de 300 associados e que nem todos contribuem com valor mensal de R$ 5,00 cobrado e que a taxa não é obrigatória. D. Luiza não quis comentar no momento sobre a atual situação de funcionamento da feira.


A organização da tradicional feira-livre de União dos Palmares é um dos assuntos mais discutidos na cidade nos últimos meses. A Prefeitura vem realizando ajustes para adequar o funcionamento da feira com condições favoráveis aos feirantes e a população em geral que transita nos locais que sediam este comércio. Em uma das últimas medidas de organização, a comissão responsável sugeriu algumas alterações no espaço físico ocupado pelas bancas, como relatou o coordenador da Feira Livre Anderson Austregésilo que emitiu um nota de esclarecimento nas redes sociais.


“Ocorre que com a finalidade de melhorar a circulação no interior da citada feira, alguns feirantes que tinham uma grande quantidade de bancas foram convencidos a ceder um pequeno espaço entre suas bancas, para que as pessoas possam acessar de um corredor a outro, sem que para isso tenham que percorrer uma grande distância. Essa iniciativa visa, além de melhorar o fluxo dos consumidores, trazer uma melhor acessibilidade, equilibrando as condições de venda para todos os feirantes”.


Anderson ainda afirmou que o município está viabilizando capas para as referidas bancas, para melhorar a organização, estética e higiene da feira. Está no plano de ações do prefeito Areski Freitas a setorização da feira-livre em um espaço apropriado com toda estrutura necessária para abrigar este mercado. 

FONTE: Redação
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
825
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium